Soja: seca para uns, muita chuva para outros. La Niña dita o clima do próximo trimestre
Agronegócio, Dicas, Sem categoria Quinta . 25.11.2021  

Soja: seca para uns, muita chuva para outros. La Niña dita o clima do próximo trimestre

Órgão afirma que fenômeno climático trará impactos até o outono de 2022

O Instituto Internacional de Pesquisa para o Clima e a Sociedade (ENSO Forecast) divulgou na quinta-feira (11) as últimas previsões de probabilidade do La Niña para os próximos trimestres.

De acordo com o órgão, o fenômeno climático trará impactos no regime de chuva pelo menos até o outono de 2022. Devido a isso, a região Sul do Brasil sentirá falta de umidade já no começo do ano que vem.

Outra consequência é a possibilidade, ainda que pequena, de geadas entre Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul no próximo mês de maio.

Para os próximos três meses, a previsão é de chuva acima da média em todos os estados do Norte e Nordeste do país. No Sudeste, o maior regime pluviométrico atinge Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Em São Paulo, a projeção é de umidade abaixo da registrada nos últimos anos. No Centro-Oeste, Mato Grosso e Goiás experimentarão água em maior volume do que a média. Entre dezembro deste ano e janeiro e fevereiro de 2022, a chuva abaixo da média traz momentos de estiagem.

Os afetados serão Mato Grosso do Sul, São Paulo e os três estados da região Sul. Todavia, nos próximos dias (13 a 17 de novembro), ainda há bastante chuva para cair, especialmente no Centro-Oeste. No sul de Goiás, por exemplo, a projeção é de até 130 mm para o período, mesmo volume que pode atingir algumas áreas ao sul de Mato Grosso.

O problema é que o excesso de chuva tem atrapalhado o plantio da soja na região, visto que a falta de luminosidade traz o risco para o aparecimento de doenças na lavoura.

Matéria: Canal Rural

Postado por Vox Brazil Comunicação