5 doenças que podem afetar a lavoura de soja
Agronegócio, Sementes de soja Sexta . 29.05.2020  

5 doenças que podem afetar a lavoura de soja

Uma coisa é certa: lavoura de soja exige cuidado com as plantas. É preciso ter muita atenção, especialmente com doenças, que podem deixar a produção mais cara e diminuir radicalmente a produtividade. Prejuízos e perda de tempo em sua propriedade.

Assim como as doenças do nosso corpo, as plantas também apresentam sintomas. Apesar de confirmar de fato seja mais complexo, tarefa para um agrônomo, você pode visualizar os sinais de que há algo de errado em sua plantação.

É aí que entra um ponto muito importante e um ponto-chave para manter a lavoura de soja lucrativa e produtiva. Quanto antes você identificar uma doença, melhor será o tempo de recuperação e menos prejuízos terá.

Por isso mesmo, separamos 5 doenças que podem afetar a lavoura de soja. Continue lendo, saiba quais são os sintomas e características. Assim, você poderá prevenir muitos prejuízos!

1. Fitóftora

Essa doença é muito comum em algumas regiões dos estados do Sul e do Mato Grosso do Sul. Você já ouviu falar da fitóftora? Talvez não pelo nome, mas é uma doença muito séria!

De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a base da planta fica com aparência de encharcada e com coloração marrom. Se a planta já for adulta, as folhas secam e tem aspecto murcho.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Ou seja: a aparência é de que parte da sua lavoura de soja está podre.

Isso acontece principalmente por dois motivos. Solo muito úmido durante a semeadura e quando plantadas em solos compactados, que aumentam a intensidade da podridão.

2. Cancro da haste

Crancro da haste não é nenhuma novidade entre as doenças do soja que podem afetar a lavoura de soja. Os primeiros registros ocorreram ainda na safra de 1989/1990.

Observada pela primeira vez em Ponta Grossa (PR), a doença se caracteriza por:

  • No início, são pequenos pontos pretos que com o tempo se transformam para manchas alongadas;
  • Com a doença evoluída, além dos pontos pretos, as manchas têm coloração castanho-clara ao longo da haste;
  • Folhas amareladas;
  • Geralmente os sintomas são visíveis entre 15 e 20 dias depois da infecção.

Tudo ocorre por meio de um fungo, que afeta plantas no início da germinação. Porém, os sintomas só aparecem durante a fase reprodutiva, agravados com a umidade e alto volume de chuvas.

O prejuízo pode ser grande, segundo estimativas, cerca de 50% a 80% de redução de rendimento. Um grande impacto em lavouras de soja, por isso, todo cuidado é pouco.

Embrapa / L.M. Costamilan P.F. Bertagnolli J. T. Yorinori e R. M. Soares

3. Pústula Bacteriana

Entre as doenças que podem afetar a lavoura de soja, a Pústula Bacteriana pode ser observada principalmente nas folhas.

As manchas são redondas e com cor verde-amarelada. Com o passar do tempo, morrem e apresentam aparência de necrose.

Essa anomalia é muito séria. A doença ocorre através de uma bactéria, que pode ocorrer através de sementes, sem sintomas. A chuva e o vento transportam a bactéria, que entram na planta através de ferimentos ou aberturas.

O principal problema está nos restos cultivares e na rapidez que a Pústula pode se alastrar por sua lavoura de soja.

Fotos: R. M. Soares / Embrapa

4. Mancha olho-de-rã

Segundo informações da Embrapa, a doença é favorecida por condições de grande umidade e temperatura. Geralmente inicia no período de floração, com pequenas manchas, que crescem com o tempo.

Essas manchas podem se espalhar para outros pontos da planta, como vagens ou hastes. Em casos mais intensos, as folhas morrem e caem.

Além do clima quente e úmido, a doença pode afetar sua lavoura de soja a partir de resíduos de outros vegetais. Resquícios que podem comprometer sua produção e afetar sua safra.

Fotos: R.M. Soares / Embrapa

5. Ferrugem

Uma das doenças mais comuns no soja é a ferrugem, também conhecida como ferrugem asiática.

Essa doença causada por um fungo, foi registrada inicialmente na safra de 2001/2002, é encontrada em todas as regiões do Brasil. Caso uma lavoura de soja seja afetada, os danos podem chegar até 90%.

Os sintomas iniciais são observados na folha da soja: minúsculos pontos verde escuros a parte inferior da folha da planta. A doença evolui, pode levar a queda de folhas e afetar diretamente sua produção.

W.M. Paiva, J.T. Yorinori, C.V. Godoy / Embrapa

Como prevenir sua lavoura de soja de doenças?

Agora você já conhece algumas doenças que podem afetar a lavoura de soja. Como você viu, elas podem ser muito danosas para a sua produção, afetar o volume produzido e trazer grandes prejuízos.

Essas doenças têm algo em comum: são identificadas principalmente em sua aparência. Olhe com frequência as folhas do soja, haste e vagem, qualquer alteração de cor ou manchas é um sinal de alerta.

Apesar de todo o cuidado, a maioria só se torna detectável depois de algum tempo. Por isso, é tão importante fazer um bom tratamento das suas sementes através de avançadas tecnologias.

Dessa forma, sua lavoura de soja estará protegida contra fungos, doenças e pragas. Muito mais tranquilidade para suas safras!

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais e ajude mais produtores a terem grandes safras.

Postado por Vox Brazil Comunicação